O ténis – Portimão

Quando de férias em Portimão (o meu destino algarvio habitual) sinto muitas vezes a necessidade de um restaurante que fuja dos habituais moldes da zona turística com menus, com sotaque e oferta de qualidade duvidosa. O Ténis cumpre esses requisitos, está localizado fora da zona turística mas ainda assim sem necessitar de uma grande deslocação, inserido no complexo de Ténis da cidade, é um espaço tipicamente português com uma excelente esplanada onde as árvores são rainhas e senhoras. Aqui reina o peixe fresco grelhado no carvão e alguns pratos típicos algarvios.


Começamos a refeição com um maravilhoso pão algarvio, azeitonas e cenoura à algarvia enquanto aguardávamos por umas amêijoas à Bolhão Pato.

Amêijoas à Bulhão Pato (12,9 €)
As amêijoas no ponto e a fazer jus ao nome de Bulhão Pato, tão mal tratado nos dias que correm. O único senão que posso apontar ao prato era a pouca quantidade de amêijoas presentes (10). Com o preço de uma boa amêijoa cada vez mais alto, penso que será preferível aumentar o preço do que diminuir a quantidade. Maravilhosas mas a saber a pouco.

Sardinhas ( 7,5€), Cavala (8€)Robalo do mar (30€)
Estas foram as nossas escolhas, no que relativamente a peixes grelhados, impôe respeito. As sardinhas tipicamente algarvias, são como os homens, não se medem aos palmos. Pequenas e suculentas, perfeitamente acompanhadas de uma salada algarvia (tomate, pimento, cebola e oregãos) e batata cozida com a pele. Um Must. O grande robalo do mar que nos foi apresentado e apesar de escalado (não é a minha preferência na forma de grelhar o peixe), estava delicadamente grelhado, sem perder toda a sua água como normalmente acontece em peixes escalados. Acompanhado de batata, brócolos e salada, este peixe valeu por si próprio. A cavala, peixe tantas vezes esquecido foi a revelação da noite  pelo sabor, qualidade e a relação que tem em qualidade/preço.

Lulas grelhadas à algarvia (10€)
No ponto com uma boa textura e sabor. Uma boa opção.

Don Rodrigo (2,75€)
Servido no típico papel prateado, este doce típico do Algarve, é bastante doce pelo que deve ser comido em pouca quantidade. Estava bom, apesar de ser doce demais para o meu palato. Comeu-se ainda uma torta de alfarroba com limão (3€) que não deixou saudades.

O Serviço é descontraído e familiar sem grandes falhas ou reparos para o que se exige deste tipo de casa e a anos luz dos locais de afluência turística. Não é fácil uma pessoa sentir-se em casa no Algarve e aqui isso é possível.  Na cozinha tudo parece correr bem, com uns quantos senhores a dedicarem-se ao calor do carvão para nos entregarem excelentes amostras do mar.

Considerações Finais
Para quem quer ser viajante e não turista, O Ténis é uma excelente opção, tem uma das melhores relações qualidade/preço que conheço na cidade, o ambiente é calmo e possui uma esplanada que cativa a prolongar a refeição nas noites de Verão. Em jeito de nota, peça uma Melosa para acompanhar o seu café.

O Ténis
R Viveiro, Portimão
282 485 715

.

This entry was posted in Restaurantes - Algarve and tagged , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Skomentuj

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*