Budapeste – És Bisztró

esbiztro - 1 Uma parceria entre o luxuoso hotel Kempinski CorvinusRoy Zsiday, um importante restaurateur de Budapeste, deu origem, em Abril de 2013, ao És Bisztró.

“És” significa “e” em Húngaro, uma expressão que recria bem o conceito que se quis implementar no espaço, criando um ambiente que mistura a descontração de um Bistrô francês com uma Steakhouse americana, um Deli e uma coffeeshop, tudo com detalhes de bom gosto.

esbiztro - 2

A decoração foi extremamente bem conseguida nessa junção de elementos nem sempre fácil de imaginar em conjunto. Um bom uso da madeira, com as paredes brancas, forradas com motivos de animais e lettrings animados e cativadores.

 esbiztro - 9

No balcão uma elegante câmara frigorífica exibe, quase que como peça chave de decoração, os vários cortes de carnes saturadas que servem com detalhe e rigor.

esbiztro - 8Ver uma faca Languiole sobre a mesa é sempre sinónimo de que algo de bom irá acontecer, ou quase!

Já bem instalados, numa ampla e confortável mesa, somos recebidos com uma boa manteiga à temperatura certa e um invulgar pão, acabado de cozer, feito em formas de barro semelhantes a um vaso.

esbiztro - 7Charcutaria tradicional húngara, foie gras e queijo de cabra 
Para começar a nossa viagem por Budapeste nada melhor do que provar algumas das suas tradições, sendo a charcutaria e o foie gras um dos seus ex-libris. Bom presunto e chouriço, bastante semelhante, no tempero, ao produzido em Espanha, ou não fossem os Húngaros loucos por Paprika. Boas também a terrina de pato e o delicado foie de ganso, assim como o queijo fresco de cabra que os acompanhou. Um excelente início!

A harmonizar esteve um branco leve e fresco da região de Tokaji, o Mad’ 2014 da casta Furmint com uma excelente mineralidade, própria das vinhas da vila de Mad.

esbiztro - 6Tafelspitz
Para prato principal, uma das importações que os húngaros fizeram durante os tempos do Império Austro-Húngaro, o Tafelspitz, um prato de conforto, servido no És a três tempos, com direito a pompa e circunstância. Primeiro consumimos o caldo de carne, límpido, sem marcas de gordura e repleto de sabor! Bons também os legumes cozinhados no ponto que o completavam. Delicioso!

Para 2ª parte, retiramos a Medula do tacho e barramos sobre uma fatia de pão torrado. Perfeito!

esbiztro - 5

Para terminar, a carne cozida com batata rosti, creme de espinafres e um molho de rábano-picante com maçã. Não sou propriamente fã de vitela cozida, pelo que não fiquei seduzido por esta última parte, ainda que tivesse bom sabor e não tivesse demasiado cozida, como é costume acontecer. Nota alta para os acompanhamentos.

No copo, tivemos um Syrah de 2011, Sauska. Um vinho de aromas complexos e notas picantes com taninos redondos e  um final longo.

esbiztro - 4Chocolate “Rigó Jancsi”
Para finalizar uma já farta e longa refeição, uma mousse de chocolate inspirada num tradicional bolo húngaro que por sua vez rouba o nome a Rigó Jancsi, um músico cigano que viveu uma paixão ardente com Clara Ward, princesa de Caraman-Chimay. Mousse leve e bem preparado, com açúcar a ser muito bem balanceado com a frescura das framboesas em 3 texturas, frescas, em molho e esferas. Um belo Final!

O serviço é casual e divertido, com tempo para uma ou outra piada e uma ou outra lição sobre a história e a cultura da gastronomia húngara.

esbiztro - 3

Considerações Finais
O És Bisztró consegue a proeza de levar a um hotel de luxo a informalidade e uma atmosfera relaxada sem descorar a qualidade da sua oferta. Os pratos servidos são uma boa fusão entre a gastronomia húngara e as novas tendências das steakhouses e dos bistrôs. É sem dúvida um dos espaços a considerar para quem visita Budapeste e quer associar a alta cozinha a um ambiente relaxado, bem no centro da cidade.

És Bisztró
Deák Ferenc utca 12, Hotel Kempinski Corvinus – Budapeste
(+36-1) 429 3990
info@esbisztro.hu

 English Version

 Fotos: Flavors & Senses com a Sony A7S

Nota
Estivemos no És Bisztró a convite do Grupo Kempinski, sendo que isso em nada altera o nosso trabalho cuja opinião e o texto são da exclusiva responsabilidade do seu autor.

This entry was posted in Restaurantes - Hungria and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

One Comment

  1. Maria José Duarte
    Posted Dezembro 17, 2015 at 10:45 pm | Permalink

    Olá boa noite, sou seguidora do vosso blog e venho cá quase todos os dias para ver as novidades. E como sei que sao entendidos no assunto, gostaria de lhe pedir uma opinião…em janeiro vou ter uns clientes espanhois a visitar Portugal, o que queria saber era qual o restaurante gourmet no Porto nos aconselha para um jantar…estava a pensar no DOP do chefe Rui Paula,,,

    Obg e peço desculpa pela ousadia

    Maria José

Skomentuj

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*