Roma – Roma Sparita

A Região de Trastevere a sul do Vaticano é uma das mais pitoresca da cidade de Roma, caracterizada por ruas estreitas em jeito de labirinto com casas medievais que mantêm o seu traçado original. Longe do trânsito caótico da cidade, Transtevere é o palco ideal para uma vida noctura agitada, cheia de bares e restaurantes de cozinha tradicional, localizados em bonitas praças.

É neste meio que surge o Roma Sparita, um restaurante de ambiente clássico que se tornou famoso pelos seus pratos de Pasta, em particular o Tagliolini Cacio e Pepe, mas essencialmente pela visita de Anthony Bourdain a quando do seu episódio sobre a cidade Italiana. Apesar de propositadamente o apresentador não revelar o nome do Restaurante, este foi facilmente descoberto na Internet. Bourdain diz que este seria claramente o local X para provar o “Cacio e Pepe” e isso bastou para nos fazer visitar o restaurante.

Frito de Flor de Curgete recheada com mozarella e anchovas
Os vegetais fritos são uma das entradas que os romanos mais gostam, aqui, a flor de curgete conheceu a perfeição, excelentemente recheada, com uma boa polme e muito bem frita.

Mozzarela di buffala, 100gr
Queijo de excelente qualidade, com ótimo sabor e textura. Contudo, o seu acompanhamento deveria ser melhorado, valeu o excelente pão do coperto.

Tagliolini Cacio e Pepe
Aqui está o emblemático prato da casa, a receita de pasta mais famosa de Roma, molho de queijo Pecorino Romano com pimenta preta, manteiga e água da cozedura da massa. No que toca ao prato em si, foi o melhor Cacio e Pepe que se provou na cidade, pasta al dente, de sabor e textura extraordinários, molho cremoso e servido numa taça de queijo parmesão que lhe dá o crocante que eleva o prato.

Bucatini all’ Amatriciana
Outro dos simples e clássicos pratos de Roma, pasta do tipo entremeada, com molho de tomate e pancetta. A verdade é que no que a massas diz respeito, menos é mais, e aqui prova-se isso, massa fresca de qualidade superior, um molho bem confecionado em quantidade suficiente para envolver toda a massa e tiras de pancetta de qualidade.

Panna Cotta, molho de chocolate
Depois de uma refeição perfeita espera-se ou deseja-se acabar da mesma forma. Infelizmente não foi o caso,apesar de um molho razoável, a Panna Cotta parecia uma simples gelatina branca de textura horrível e sabor quase inexistente. O melhor é optar por outra sobremesa.

Casa de serviço afável, descomplicado mas correcto, não sentindo qualquer diferença no trato entre os residentes e os turistas como tantas vezes pode acontecer.

Considerações Finais
O Roma Sparita é um restaurante que respeita a cozinha Romana, num ambiente familiar e com uma excelente esplanada. Acima de tudo, tem a vantagem de ter conseguido manter a qualidade depois da fama e os turistas ( apesar de no dia sermos apenas nós) que a visita de Anthony Bourdain lhe trouxe. Vale especialmente pelos legumes fritos e pelas pastas tradicionais da cidade. Para jantar o ideal é fazer reserva à semelhança da maioria dos bons e pequenos restaurantes romanos. Preço médio de 25€.

 Roma Sparita
Piazza Santa Cecilia, 24 Roma – Zona Trastevere
06.5800757

This entry was posted in Restaurantes - Itália and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

3 Comments

  1. Ricardo
    Posted Janeiro 5, 2012 at 4:54 pm | Permalink

    Tentei ir ao Sparita quando estive em Roma, mas fui prontamente rejeitado pelo empregado de mesa a dizer que estava tudo reservado (quando apenas tinha uma mesa ocupada, em 30). De lágrima no canto do olho, lá fui ao restaurante ao lado comer uma carbonara, que foi uma tremenda desilusão (talvez tivesse sido inteligente olharar para o letreiro, que dizia que era um restaurante de peixe).

    No entanto, a minha demanda para comer um bom cacio e pepe levou-me ao Mimi e Coco, no Pigneto: http://www.foodspotting.com/reviews/880897

    Maravilhoso. Por mais que tente, não consigo fazer nem uma Carbonara, nem uma Amatriciana nem um Cacio e Pepe como os que comi lá.

    • Posted Janeiro 5, 2012 at 10:54 pm | Permalink

      Olá Ricardo, já há algum tempo que ando para colocar no blog as formas correctas de fazer esses tipos de massa mas o problema está mesmo na qualidade da pasta fresca. Pessoalmente ainda não a consigo fazer tão boa como a deles, em particular por não usar o tipo de farinha 00 que não existe por cá. Quanto ao Roma Sparita.. fica para uma próxima visita, é sempre um bom motivo.

      Abraço

      • Ricardo
        Posted Janeiro 11, 2012 at 10:49 am | Permalink

        Fico à espera dessas receitas! Nunca tentei fazer massa fresca, talvez seja esse o próximo passo. Abraço

One Trackback

  • By Cacio e Pepe on Outubro 25, 2012 at 7:53 pm

    […] A 25 de Outubro comemora-se o dia mundial das Massas, pelo que não poderia faltar um post sobre este elemento tão apreciado nas cozinhas um pouco por todo o mundo. No blog, tenho vindo a colocar receitas de algumas das pastas mais clássicas de Itália. Faltando uma das mais simples e das que mais aprecio a Cacio e Pepe, normalmente feita com spaghetti e que conhece a perfeição no restaurante romano Roma Sparita. […]

Napisz odpowiedź na João. Anuluj odpowiedź

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*