Cafeína Wine & Tapas – ENCERRADO

A última “criação” do grupo Cafeína, nasceu loja gormet e wine bar, mas cedo se tornou mais um restaurante independente com selo de Vasco Mourão e Camilo Jaña com marca e conceito independente. Este Cafeína Wine & Tapas surge como um espaço mais descontraído  aberto durante todo o dia, que pretende cativar não só os fãs de petiscos e vinhos como também os mais jovens que se iniciam nas lides de bem comer e beber. A casa é pequena, com uma decoração simples mas bem conseguida onde os produtos gourmet e os vinhos servem de composição e cativam os olhares, no entanto a esplanada promete roubar as atenções, quando vier o bom tempo, que para já não é para nós.

O Conceito das Tapas também varia  dos tradicionais pratos espanhóis ou dos petiscos portugueses, sem regionalismos, mais baseada numa cozinha de mercado com os menus diários e na inspiração do chefe que pode andar um pouco por todo o mundo. Numa visita em que esperávamos conhecer as ideias de Camilo Jaña para este espaço, nada como ficar nas mãos do chef e esperar, surpresa atrás de surpresa que os pratos nos conquistem.

Gratinado de Bacalhau com coentros e salada
O ingrediente chave de qualquer casa portuguesa é aqui muito bem trabalhado. Lascas húmidas e suculentas bem envolvidas numa espécie de Béchamel de coentros, que marcando bem a presença da erva não se sobrepunha aos restantes ingredientes. De destacar também a ótima salada de inspiração italiana (rúcula, tomate seco, azeitonas, alcaparras) que com as suas notas ácidas se tornou um par ideal para o bacalhau.

Acompanhou muito bem com um branco de Bordéus Michel Lynch, Sauvignon  Blanc.

Ovos Mexidos, Espargos e Pata Negra
Uma combinação clássica de ingredientes que só tolos conseguem destruir. Aqui não foi o caso, os espargos estavam no ponto certo, o presunto bem crocante sem estar queimado, croutons perfeitos, e ovos cremosos. Boa técnica e bom tempero, resultando num petisco bem interessante.

Acompanhou bem com o vinho da casa Cafeína Client Cuvée, um branco que me surpreendeu tanto no nariz como na boca.

Porco Confitado, migas de Tomate
O nome Bochecha, cria muitas vezes algum cepticismo nos comensais, pelo que muitas vezes os chefes arranjam forma de os contornar, seja com nomes pomposos “de comer à colher” ou simplesmente omitindo-o. Eu acho que quando bem tratada é sem dúvida, um dos melhores cortes quer do porco como da vitela. Mas vamos concentrar-nos no prato, porco suculento e a desfazer como manda o conceito de confitado, acompanhado por umas migas mais próximas da açorda do que das migas que se revelaram um dos melhores momentos da refeição, tempero correcto e textura correcta num bom jogo de sabor e aromas. Excelente.

Acompanhou na perfeição com ótimo tinto Prazo de Roriz.

Estaladiço de Bacalhau, salada
Mais um bom prato de bacalhau, desfiado num delicado creme e envolto em massa filo, muito bem cozinhada, crocante por todo sem partes cruas ou queimadas. Mais um prato de sabores lusos, bem conseguido e que voltou a ser  acompanhado muito bem pela salada já descrita.

Pizza fria de Bresaola, tomate cherry, rúcula e parmesão
Um prato bastante simples, a promover a Primavera e o Verão que ainda tardam a chegar, o clássico da charcutaria italiana bem acompanhado sobre camadas bem estaladiças de uma massa estilo crepe. Muito bom.

Bolo de goiaba, sorbet de frutos vermelhos
Bolo quente, com textura de quase demi-cuit. Muito bom o bolo, bastante doce como manda o seu ingrediente base, mas a contrastar muito bem com o gelado servido. Um clássico do espaço.

Crocante de morango e crumble, caramelo de chocolate
O Crumble, ganha uma nova textura, e em vez de servir de cobertura faz parte do recheio, bem envolvido com morangos, e com uma camada exterior de massa filo cozinhada na perfeição. Fantástico o jogo de texturas e contrastes de sabores, um doce a rever.

A carta de vinhos é bem abrangente, com todo o tipo de opções, ou não fosse um Wine bar com loja, onde podemos encontrar alguns dos melhores vinhos nacionais e estrangeiros.

O Serviço é descontraído mas assertivo e competente quanto baste, um exemplo para este tipo de espaço.

Considerações Finais
Este Cafeína Wine & Tapas é mais uma aposta certa do “Danny Meyer” portuense, Vasco Mourão, cujos negócios parecem ser sempre garantidos mesmo nesta tão enraizada crise. Uma gestão de mérito. Quanto ao espaço, mais uma vez a mão de Camilo Jaña e a sua equipa mostram um bom caminho, pratos simples, tecnicamente bem trabalhados e apresentados numa oferta que agrada a gregos e troianos. O espaço vale pelo seu conceito de vinhos e loja, pelos seus petiscos mais trabalhos para partilhar e pelo facto de estar também aberto durante a tarde, onde a ideia de copo e petisco é boa e torna o nosso final de tarde bem mais encantador. Por ali também se lancham uns bons scones e umas torradas “faça você mesmo” com excelentes acompanhamentos. Um espaço a visitar, com calma, fome e boa companhia onde a relação qualidade/satisfação é garantida.

Cafeína Wine & Tapas
Rua do Padrão, 100, Porto
+351 226 180 602

Nota
A Refeição descrita foi realizada a convite do Cafeína Wine & Tapas, sendo a opinião e o texto da exclusiva responsabilidade do autor.

This entry was posted in Restaurantes - Porto and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

2 Comments

  1. Maria Jose Duarte
    Posted Fevereiro 12, 2013 at 10:35 pm | Permalink

    Boa tarde

    Adoro o restaurante cafeina, e costumo lá ir de vez em quando, mas gostaria de saber qual o preço em media dos petiscos e se o vinho pode ser servido ao copo.

    Gosto mto tb do seu blog. Mto interessante

    Maria José

    • Posted Fevereiro 12, 2013 at 11:20 pm | Permalink

      Boa Noite Maria José,
      Obrigado pelas palavras, quanto ao restaurante julgo ter um preço médio na casa dos 20/25€ por pessoa em refeições completas e sim conta com vários vinhos disponíveis a copo. Tem ainda um menu de almoço a 12€.

      João Oliveira

Napisz odpowiedź na João. Anuluj odpowiedź

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*