Taberna Galeria de Paris

Seguindo o efeito da movida na baixa portuense, surgiu em 2012 mais um espaço, o Taberna Galeria de Paris, que segue a “moda” internacional e nacional dos pratos de petiscos para partilha num ambiente prático e informal, algo que adoro, devo já dizer. A decoração, simples mas bem conseguida, junta o minimalista com pormenores da cultura tradicional portuguesa, nomeadamente os azulejos. Da cozinha surge-nos a proposta de uns tradicionais petiscos bem à portuguesa, com algumas influências internacionais.

A refeição começou pelo couvert (2,20€) onde havia uma ótima pasta de bacalhau, azeite e pão, e  aqui é que estava o problema, se a pasta era deliciosa, o pão era medíocre, simples carcaças, moles e sem grande sabor, um erro crasso para uma casa de petiscos (a Padaria Ribeiro fica logo ali ao lado).

Para a refeição, como seria de esperar, optamos por partilhar uma série de petiscos, entre eles um misto de enchidos (6,10€), onde havia chouriço, salsichão e paleta ibérica, bons produtos, finamente cortados.

Moelas Estufadas (4,10€)
Um clássico entre os petiscos nacionais, as moelas, não poderiam faltar na carta. Cozinhadas um pouco demais mas com um molho bem conseguido, que apesar do mau pão la se fez realçar. Aqui evidenciou-se outro problema que se viria a repetir, o tamanho das doses, é para petiscar, é certo, mas cerca de 3 moelas é pouco, muito pouco.

Feijão Manteiga, cogumelos e amêijoas (6€)
Uma maravilhosa combinação que Miguel Castro Silva criou, aqui reinterpretada com a junção de cogumelos. Bom Sabor, Texturas correctas e untuoso o suficiente para mais uma vez pedir um bom pão. As amêijoas, estavam lá, pelo menos uma.

Vieirinhas Grelhadas com vinho do Dão (7,80€)
A imagem está à vista, a vieira era simples, para lá do ponto e sem grandes memórias.

Açorda de Camarão (5,20€)
Sem dúvida o melhor petisco da noite, textura irrepreensível, camarão no ponto, quantidade certa de coentros. Ótimo sabor e aqui sim uma boa relação qualidade/preço/quantidade. Repetimos.

Preguinhos do Lombo (7,10€)
Poucas coisas podem correr mal com pregos em que a carne é do lombo. Finos bifes cozinhados no ponto e aqui sim, um bom pão, tardou mas apareceu. Acompanhados por queijo e a clássica mostarda.

Houve ainda espaço para uma pequena dose de batata frita (1,80€), sem qualquer história, e para umas finas e saborosas pataniscas de bacalhau (4,20€), onde mais uma vez a relação quantidade/preço não foi das melhores.

Tarte de Framboesa light (3,5€)
Um simpático semi-frio, ao estilo cheesecake com um bom balanço entre o doce e a acidez. Uma boa escolha.

Bolo de Noz com ovos moles (3,80€)
Adoro bolo de noz, pelo que sou exigente no que lhe diz respeito, este estava bom mas sem grande realce, merecia ter a noz com uma textura menos regular, dando ao bolo um melhor jogo de texturas. A combinação clássica com os ovos moles resulta.

A Carta de vinhos conta com a maioria das opções nacionais da Sogrape a preços correctos.

O Serviço de sala é  correto, devendo apenas ser mais atento ao desenrolar das refeições e às necessidades dos comensais e um pouco mais de simpatia nunca fez mal a ninguém.

Considerações Finais
A Taberna Galeria de Paris é um espaço com potencial, pela localização, decoração e oferta, deve ser uma opção para turistas mas também para locais. Para isso é preciso limar bastantes arestas, quando se pretende oferecer o tradicional num ambiente melhorado e com preços mais elevados, a confecção tem de ser irrepreensível, o que ainda não acontece. Também precisa relacionar melhor as quantidades e os preços, e como já havia dito, o pão. Não é ainda uma opção de primeira linha para quem pretende petiscar, mas ganha pela localização para quem se pretende no” centro do mundo”.

Taberna Galeria de Paris
Rua Galeria de Paris, 67, Porto
222 081 797

Esta entrada foi publicada em Restaurantes - Porto e com as tags , , , . Bookmark the link permanente. Publicar comentário ou deixar um trackback: URL de Trackback.

6 Comentários

  1. João
    Publicado Janeiro 23, 2013 às 7:14 pm | Link

    Só para informar que todo o pão e da Padaria Ribeiro que o fornece 2 vezes por dia.

    • Publicado Janeiro 23, 2013 às 9:07 pm | Link

      João,
      Ainda bem que o é, mas vai concordar comigo ao dizer que o tipo de pão apresentado, e com base na oferta do fornecedor, não será o mais adequado para a refeição e acompanhamento de petiscos.

  2. joao pedro
    Publicado Fevereiro 12, 2013 às 2:00 pm | Link

    boa tarde.

    vinha precisamente falar do pão, mas vejo que ja tomaram a dianteira.
    na minha opinião o pão da padaria ribeiro está longe de ser uma referência em termos de qualidade.
    aliás, bom pão é coisa que infelizmente cada vez mais vai rareando quer em restaurantes, quer nas próprias padarias.
    penso inclusive que a maioria das pessoas tem dificuldade em diferenciar um bom de uma mau pão.
    parabéns pelo artigo e blog, apesar de comentar pouco sou um visitante assíduo

  3. gonçalo
    Publicado Maio 12, 2013 às 11:44 pm | Link

    mas você afinal foi ao restaurante para comer as refeições ou para comer pão ?!

  4. Alexandre João
    Publicado Setembro 8, 2013 às 5:47 pm | Link

    esta fechado.. problemas com a CMP :(

  5. Miguel Esteves
    Publicado Outubro 23, 2013 às 7:20 pm | Link

    Já reabriu no passado dia 12 de Outubro, já experimentei e recomendo. Atendimento 5*

Publicar Comentário

O seu endereço de e-mail nunca será publicado ou partilhado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*

Pode usar as seguintes tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • APOIOS