Cacio e Pepe

A 25 de Outubro comemora-se o dia mundial das Massas, pelo que não poderia faltar um post sobre este elemento tão apreciado nas cozinhas um pouco por todo o mundo. No blog, tenho vindo a colocar receitas de algumas das pastas mais clássicas de Itália. Faltando uma das mais simples e das que mais aprecio a Cacio e Pepe, normalmente feita com spaghetti e que conhece a perfeição no restaurante romano Roma Sparita.

Cacio e Pepe

Para 2 Pessoas

180gr de Massa ( spaghetti, linguini ou tagliatelle)
70gr de Pecorino Romano*
q.b. Azeite
q.b. Pimenta Preta

Colocar bastante água a ferver num tacho alto, temperada com sal e quando levantar fervura colocar a massa.
À parte, ralar o queijo o mais fino possível (quase pó).
Quando a massa estiver quase al dente, reservar a água de cozedura e coar a massa.
Num sauté colocar um fio de azeite e juntar a massa.
Aos poucos misturar o queijo ralado, a pimenta moída na hora e água de cozedura. Mexer bem o sauté com movimentos circulares executados com o pulso.
Quando se obtiver um creme espesso de água e queijo, retirar e servir de imediato, com um pouco mais de queijo e pimenta.

Nota
*Como o nome indica, Cacio vem de queijo e Pepe da tão importante pimenta preta, sendo estes os dois ingredientes para o prato. Normalmente é utilizado Pecorino Romano, no entanto, podem utilizar um bom parmesão caso não o encontrem.
O Prato deve levar Mesmo bastante pimenta!

.

This entry was posted in Massas/Arroz and tagged , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

5 Comments

  1. Posted Outubro 27, 2012 at 4:22 pm | Permalink

    Tanta coisa boa que comi por lá, este cacio e pepe, tão simple e tão bom, ainda se saboreia na minha memória 🙂

  2. Moreno
    Posted Novembro 19, 2012 at 11:29 am | Permalink

    Parabéns pelo blog, e pela receita, eu sou italiano e posso garantir que é mesmo assim. A única coisa, por muito que o Parmigiano-Reggiano para nós seja o Rei dos queijos, esta é uma daquelas receitas que tem mesmo que ter o Pecorino Romano, pois é o maior elemento caracterizante. Se não o encontrarem, sempre podem procurar um queijo de ovelha curado português…desde que seja ovelha e curado o suficiente de se poder ralar, há de ficar bom.

    • Posted Novembro 19, 2012 at 3:29 pm | Permalink

      Obrigado pelas palavras Moreno,

      Normalmente quando não encontro pecorino romano, o queijo que uso para o substituir é o manchego.

      • Moreno
        Posted Novembro 21, 2012 at 9:31 pm | Permalink

        Pois é, não me tinha lembrado desse, mas realmente tem um sabor que deve adaptar-se bem 🙂

Napisz odpowiedź na João. Anuluj odpowiedź

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*