Spaghetti nero di seppia, molho de alho e lima, camarões flamejados

A Primavera chegou e com ela parece ter chegado o bom tempo. Os dias cinzentos que tanto me desanimam e revoltam desapareceram num ápice (talvez rápido demais) e o sol tomou o seu lugar para meu gáudio. É altura de começar a colocar os óculos de sol e sorrir, de correr na praia, de passear pelos parques, de estar com amigos numa esplanada e comer pratos mais leves e frescos.

No que toca a pratos leves e frescos, uma das paixões de todos os elementos cá de casa é garantidamente o marisco, muito particularmente o camarão. Eu pessoalmente,  estimo imenso a sua versatilidade e subtileza de sabor. Infelizmente em Portugal  a tendência da maioria dos estabelecimentos é cozinhar demasiado o camarão, especialmente o grelhado e frito, tornando-o rijo e com pouco sabor.

O prato que apresento hoje é uma versão entre muitas que fazem parte de todos os menus de restaurantes italianos e muitos de “fusão” com base em spaghetti e camarões. O spaghetti nero, deve a sua cor à tinta de choco e já se encontra facilmente nas grandes superfícies comerciais e nas lojas gourmet. Receita Simples e Eficaz.

Spaghetti nero di seppia, molho de alho e lima, camarões flamejados
Para 2 Pessoas

10 camarões 20/30*
200 gr de spaghetti nero di seppia
Sumo de 3 limas
3 dentes de alho laminados sem gérmen
1 malagueta laminada sem sementes**
40 gr de manteiga
q.b.  azeite
100 ml de whisky Jameson®
q.b. salsa picada
q.b. sal
q.b. pimenta preta

Descongelar completamente os camarões.
Descascar deixando a cauda do camarão. Reserve as cabeças.
Abrir ligeiramente por cima e retirar a tripa.
Colocar ao lume uma panela com bastante água e temperar com sal.
Quando ferver bem, colocar a massa e mexer.
Deixar cozinhar até ficar al dente, retirar e reservar um pouco de água da cozedura.

Em simultâneo:
Num sauté colocar um bom fio de azeite e levar a lume brando.
Juntar a malagueta, o camarão e posteriormente o alho.
Temperar com sal e pimenta e espremer o interior das cabeças dos camarões para o sauté.
Quando o camarão ganhar cor de um dos lados virar o camarão.
Juntar o whisky e chegar fogo (cuidado para não se queimar).
Quando o álcool evaporar juntar o sumo de lima.
Retirar os camarões e adicionar a massa previamente cozida e a manteiga.Saltear.
Se estiver com a massa muito seca, juntar um pouco de água da cozedura da massa.
Juntar um pouco de salsa picada, retirar do lume e mexer bem.
Empratar a massa com os camarões por cima e salpicada com salsa picada.

Nota
* O 20/30 refere-se ao número de camarões por quilo.
** Caso prefira um prato mais picante deixe ficar as sementes da malagueta.

 .

This entry was posted in Massas/Arroz and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

3 Comments

  1. Posted Março 23, 2011 at 10:36 pm | Permalink

    João, este prato é a minha cara. Vou certamente fazê-lo cá por casa. Muito obrigada pela partilha.

    Beijinhos
    mariana

    • Posted Março 24, 2011 at 2:15 am | Permalink

      obrigado eu pelo comentário.
      Fico à espera de ver uma foto e saber a opinião.

      =)

    • DJALMA BENTES
      Posted Setembro 8, 2012 at 3:56 pm | Permalink

      Pô Mariana convida o João para degustar

Skomentuj

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*