Istambul – Lokanta Maya

lokantamaya

Depois de pratos bem tradicionais e de alta cozinha Otomana, era tempo de conhecermos outro lado de Istambul, um lado mais contemporâneo mas que não esquece as suas raízes e tradições. Para isso, optamos por visitar o Lokanta Maya, um restaurante aberto em 2010 pela mão da chef Didem Şenol, que desde a sua abertura tem  vindo a revolucionar  região costeira de KarakÖy. Didem formou-se nos Estados Unidos, no célebre French Culinary Institute, mas voltou ao seu país de origem para recriar a cozinha turca sob o seu ponto de vista.

O foco do restaurante é aparentemente simples, oferecer pratos repletos de sabor com ingredientes locais e sazonais. E a carta reflete isso mesmo, alterando-se diariamente e a cada época do ano de forma a apresentar o melhor de cada ingrediente. A ideia promete.

Chegados ao restaurante, somos surpreendidos por uma sala de decoração minimalista, muitas mesas, meia luz e boa música ambiente. Mais cosmopolita só a sua clientela, entre estrangeiros e turcos, o ambiente flui entre uma mistura de arte, moda e gastronomia ao bom estilo de Londres.

Já na mesa vamos observando a boa vibe do espaço, e apreciando um interessantíssimo queijo com pimentos e azeite acompanhado com um ótimo pão (felizmente o bom pão é regra nos bons restaurantes da cidade, e eu agradeço).

Lokantamaya - 2Manteiga com ovas de salmão, pão com bergamota
Esta manteiga foi uma verdadeira revelação, chegamos a Istambul pouco tempo depois de uma passagem por Paris onde encontramos excelentes manteigas, mas esta junção com as ovas, a frescura e leve sabor a mar com a gordura e untosidade da manteiga e um pouco de pimenta rosa foram um início brutal. E a acompanhar um excelente pão.
Lokantamaya - 1Pastrami Caseiro, pão de sourdough
Excelente Pastrami, curado no tempo certo, com ótima textura e um toque ligeiramente picante. Mais uma vez, um delicioso pão a acompanhar. Muito bom.

Lokantamaya - 3Mexilhões em vinho branco, pão com alho
Os turcos têm uma paixão por mexilhões, sendo um dos seus principais petiscos de rua. Aqui, reinterpretados entre os sabores da turquia e a técnica dos belgas. Vinho, ervas e tomate a resultar nuns mexilhões saborosos e suculentos. Muito Bom.

Houve ainda tempo, nas entradas, para provar uma espécie de pataniscas de courgette com molho de iogurte e coentros que são como que uma das imagens do Lokanta Maya, com a receita a ter direito a figurar num dos grandes espelhos da sala. Cremosos por dentro, ligeiramente crocantes por fora e deliciosos!

Lokantamaya - 4Camarão picante, cevada esmagada
Camarão de boa qualidade e cozinhado no ponto. Cevada transformada numa espécie de esmagada que tanto transmitia a cremosidade de um puré, como texturas mais al dente de um risotto. Bom conjunto, aromatizado pelas ervas, algumas ligeiramente crocantes dando ainda mais elementos ao prato.

Lokantamaya - 5Pato confitado, puré de feijão branco, tapenade de azeitona
Uma dose enorme, com duas pernas de pato confitadas, suculentas e a desfazer como manda o figurino. Ótimo também o puré e a adição da tapenade e das azeitonas para quebrar um pouco a gordura e o peso do prato. Todos os elementos estavam deliciosos, no entanto, e no conjunto do prato senti falta de um molho que fizesse a ligação entre tudo.

Lokantamaya - 6Bolo de Semolina, gelado de alfazema
No final, houve espaço para apenas uma sobremesa, optámos por um dos clássicos do Lokanta Maya, uns pequenos bolos feitos com semolina, bastante húmidos e saborosos. A acompanhar, frutos secos e delicioso gelado de alfazema,  com um sabor intenso e uma boa textura. Excelente Final.

Acompanhamos a refeição com  vinho a copo, optando por brancos da casta Chardonnay de origem turca.

O serviço é descontraído e informal, mas com o profissionalismo certo,  bom inglês e um sorriso que cai sempre bem.

Considerações Finais
O trabalho de Didem Şenol no seu Lokanta Maya é digno de louvor, primeiro, é uma mulher à frente dos destinos de um restaurante assente nas raízes turcas, segundo, a escolha invulgar em 2010 da sua localização, hoje revela-se certeira, com a zona a desenvolver-se para novos horizontes gastronómicos, e a presença do museu de arte moderna de Istambul, que reflete também ele a imagem deste espaço. A cozinha é mais do que turca, são as influências do Mediterrâneo, da região do Egeu e claro da sua formação, resultando em pratos simples e reconfortantes como uma mãe cozinharia, mas ao mesmo tempo contemporâneos na apresentação e cheios de técnica e sabor. Foi uma ótima experiência este Lokanta Maya, cheio de boas energias e boa comida na transição entre o lado clássico e o lado mais moderno da cozinha turca. Espero voltar um dia, até lá, vou tentar duplicar a receita dos famosos “fritters” de courgette.

Lokanta Maya
Kemankeş Caddesi 35/A, Karaköy, Istambul
+ 90 212 252 6884
info@lokantamaya.com

Fotos: Flavors & Senses e Lokanta Maya

This entry was posted in Restaurantes - Turquia and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Skomentuj

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*